Veja a web em portuguêsVeja a web em inglêsVeja o site em francêslink para a seção de Home Illumuslink para a seção de Empresa Illumuslink para a seção de Iluminação, design personalizadolink para a seção de Iluminação, Produtoslink para a seção de Iluminação, Tornearialink para a seção de Novidades em iluminaçãolink para a seção de notícias
link para a seção de contatos

InstagramLinkedinFacebook

INFORMAÇÃO DE INTERESSE

 

O que é um LED?


O LED, abreviação de um Díodo Emissor de Luz, é um dispositivo optoelectrónico que emite luz quando submetido com a corrente elétrica.

Vantagens da iluminação LED
Os LEDs não possuem filamentos de tungstênio, gases ou outros elementos sujeitos a desgaste, proporcionando assim um tempo de vida útil muito maior do que a de outras fontes de luz.
As características dos LEDs tornam se fontes de luz mais eficientes. Atualmente, existem inúmeros LEDs no mercado capazes de fornecer mais de 120 lúmens por watt de energia consumida, motivo pelo qual eles apresentam um melhor desempenho em comparação as lâmpadas fluorescentes ou de descarga. Com o uso de óptica adequada, os LEDs podem direcionar a sua luz para uma área que desejamos iluminar, evitando perdas de eficiência devido ao fluxo disperso de luz.
O seu tamanho reduzido permite o fabrico de luminárias muito pequenas, favorecendo assim uma iluminação somente nos locais que a requerem.

Lúmen (lm): Unidade usada para medir o fluxo luminoso emitido por uma fonte de luz por segundo. Mede a quantidade total de energia luminosa (Luz) emitida por uma lâmpada. Não especifica em que direção irradia a luz.


Watts (W): Potência total da luz.

Lux (lx): Unidade que expressa o número de lúmens / m2. Mede o nível de iluminação de uma superfície (luminosidade).

Eficiência luminosa em lúmens por watt (lm / W): A eficiência nominal das lâmpadas é igual ao fluxo de saída dividido por sua potência total.

Candela (Cd): Unidade que mede a intensidade luminosa. Define a intensidade luminosa como o fluxo luminoso irradiado por uma fonte de luz em uma direção específica.

Índice de reprodução cromática (CRI): trata se de um sistema que mede a capacidade que tem uma fonte de luz em reproduzir as suas cores. Temos de ter em conta que a luz solar oferece 100% da reprodução real, quanto mais o valor do CRI se aproximar ao numero 100, menor a distorção existe nas cores que uma fonte de luz oferece.

Temperatura da cor (K): a temperatura da cor informa-nos a tonalidade dominante de uma fonte de luz que é percebida como branca. A temperatura da cor é traduzida em Kelvin. Quanto maior o número, mais fria se considera, pois está mais próximo da perceção visual da luz ultravioleta; quanto mais baixos forem os valores mais próximos se encontram da correspondência da infravermelha.
Podemos dividir a temperatura da cor em três classes padrão :
Tc quente <3500ºK
Neutra 3500 <Tc> 5000
Tc frio > 5000

Vida útil do LED: podemos definir dois tipos de vida:


*Meia-vida: O tempo decorrido em que 50% das fontes de luz param de funcionar.
*Vida útil média: o tempo de funcionamento após o qual 50% de um número de lâmpadas LED ainda operativas e do mesmo tipo têm uma degradação do fluxo luminoso que atinge 30% do fluxo luminoso inicial. Neste ponto, é recomendável substituir a lâmpada.

Curva fotométrica da lâmpada: A curva fotométrica, também chamada de diagrama polar, descreve a distribuição da intensidade luminosa que fornece valores em candelas (cd).

Temperatura ambiente de funcionamento relacionada com o rendimento da lâmpada: O rendimento da lâmpada se expressa com base numa temperatura ambiente, medida fora da lâmpada. Por defeito temperatura ambiente é igual a 25ºC.

Índice de proteção IP: este valor classifica o nível de proteção oferecido por uma lâmpada a invasões de corpos sólidos e líquidos. O primeiro número refere-se à proteção contra a intrusão de corpos sólidos, o segundo contra líquidos.

UGR: sigla para “Unified Glare Rating”.
É um índice que avalia o brilho produzido por diferentes fontes de luz. Este índice pode variar dependendo da geometria da sala e da localização da luminária.
O UGR (Unified Glare Rating) é um método de calcular o brilho de luminárias, luz através de janelas e fontes de luz brilhante.

A classificação UGR ajuda a determinar a probabilidade de uma luminária causar desconforto às pessoas ao seu redor. Este índice pode variar dependendo da geometria de uma sala e da localização da luminária por exemplo, o desconforto que um painel de LED causará na força de trabalho dentro de um escritório.


Essa classificação varia de 5 a 40, com números baixos indicando baixo brilho.

Atividades / Espaço UGR:
16 Desenho técnico, relojoaria
19 Digitação, CAD, Salas de Reuniões
22 Receções, lojas
25 Áreas de trânsito, arquivos

 

SIMBOLOGÍA

 

                Classe-I, Isolamento normal com patilha terra

              Produto que cumpre a norma podendo ser comercializado dentro da união europea

           Classe-II, duplo isolamento sem patilha terra

              Taxa EcoREEE incluida no preço

              Classe-III, luminárias que funcionam a baixa tensão de segurança (MBTS. 50V máx.)

              Dimensiones de incorporação / Área Corte

 

 

 

IK :  Índice de proteção de uma luminária contra impactos de origem mecânica


LAES, Lámparas Especiales S.L.

www.illumus.pt Cookies

 

O que é um LED?

INFORMAÇÃO DE INTERESSE

Vantagens da iluminação LED

Vida útil do LED